segunda-feira, 3 de julho de 2017

PRAÇA MACIEL PINHEIRO : UM MONUMENTO HISTÓRICO E POÉTICO DA CIDADE DO RECIFE

Foto tirada por Francisco Monteiro da praça Maciel Pinheiro 


A capital Recife é conhecida por muitos títulos, como por exemplo : Cidade dos Baobás, Cidade dos poetas, Veneza Brasileira, Cidade com mais lendas no Brasil e cidade das praças.

Na cidade praticamente  todos os bairros dispõem de uma ou mais praças, e geralmente arborizadas. Tanto nas áreas mais distantes do centro na zona sul como no UR 1, que possui em há sua disposição muitas ótimas  praças , que os pais levam as crianças para passear, ouvir os diferentes cantos dos pássaros, levar os cachorros para brincarem aos ar livre, Conversar com amigos, ler um bom livro , se reunir com os amigos das igrejas, jogar dama ou xadrez etc. Mas, as praças na capital Recife, também tem grande valor histórico. Praças como o Marco Zero do Recife, Praça do Arsenal da Marinha, Praça da Republica, Faria Neves e muitas outras, mostram como o Recife é uma cidade que em sua história pensou na convivência social de seus moradores.

Muitas até os nossos dias servem como cenário para importantes pessoas do mundo literário pernambucano e Brasileiro. E uma dessas praças que vamos conhecer hoje por sua história, arquitetura , arredores e literatura é a Praça Maciel Pinheiro.
Foto tirada por Francisco Monteiro da praça Maciel Pinheiro 

Com seus bancos dos quais estudantes, muitos casais, universitários e transeuntes sentam todos os dias, há praça Maciel Pinheiro está localizada em um ponto privilegiado, da cidade do Recife. Com igrejas em suas proximidades, muitos pontos comerciais como restaurantes, lojas de calçados, ótimas livrarias a praça é um roteiro garantido, para quem desejo admirar o contraste da cidade com seus monumentos e as novas edificações.

Roteiro dos amentes da poesia e da história do Recife a praça é uma alternativa para conhecer diferentes momentos da história da cidade e á vida social do recifense. Muitos trabalhadores aproveitam o horário do almoço para descansar na praça, em quanto almoçam e conversar com os colegas de trabalho. Universitários encontram-se para revisar seus estudos e relaxar lendo um bom livro, e uma criança nascida na Ucrânia e que passou sua infância no bairro da Boa Vista na capital Recife daria sua contribuição na quando adulta na história da literatura mundial. Nascida na Ucrânia e veio com sua família para o Brasil em 1922 ela é uma das  pessoas que residia nas proximidades da praça, e deu sua contribuição na literatura pernambucana e é reconhecida mundialmente. Entre suas obras literárias está A Hora da Estrela. Chegou na capital Recife do qual estudou e passou parte de sua infância depois que veio com sua família de Alagoas. Essa escritora que tem um monumento em sua homenagem na praça Maciel Pinheiro é a ucraniana Clarice Lispector.
Foto tirada por Francisco Monteiro do Monumento em memoria de Clarice Lispector 



sexta-feira, 23 de junho de 2017

ALGUMAS CIDADES DO AGRESTE PERNAMBUCANO

O Agreste pernambucano é uma terra com muitas mesorregiões, caracterizadas por seus climas variados, relevos, vegetação, aspectos culturais e lendas populares.

Cada cidade do Agreste possui suas próprias características econômicas, voltadas para o turismo religioso, as belezas naturais, as festividades e os polos econômicos como por exemplo: Feiras, centros de artesanato, centros para vigílias noturnas e de urnas, criação de gado , eventos campestres, tilhas, e acampamentos. Nas cidades como Bezerros, Caruaru e Gravatá possuem ótimos polos de animação durante as festividades juninas. E nós do Ver Pernambuco + temos alguns amigos e parceiros que moram no Agreste que divulgamos o trabalho deles em nosso blog.  Por conterem um material de ótima qualidade, muito informativo e serem ótimas, nós recomendamos que visitem os canais deles.

Nós desejamos que o nosso trabalho possa ajudar muitas pessoas do estado que desejem assim como nós mostrar mais das belezas de Pernambuco. Nosso trabalho é voluntário. Ou seja, sem ajuda de custo, sem patrocínio ou colaboradores. E queremos dar continuidade ao trabalho para ajudar outros, divulgando o trabalho deles para que possam crescer mais e mais. E como nossos amigos do interior são ótimas , pessoas e apresentaram ótimos conteúdos sobre á região. Nós os ajudamos divulgando e eles também nos ajudam.

Nossos amigos Adalberto Silva e Adalto Silva tem ótimos canais no You Tube. Muito divertidos, com muitas informações sobre as festividades, as lendas e a belíssima natureza do Agreste, visitem seus canais.

Em Caruaru um dos pontos recomendados é o Alto do Moura. Onde está o maior centro de artes figurativas das Américas. Depois o Pátio de Eventos de Caruaru que reúne milhões de pessoas durante as festividades juninas. Também recomendamos o Museu do Barro que tem uma grande amostra de peças artesanais e de decoração.



Em Bezerros temos o polo localizado nas serras do Parque Serra Negra. Lá está o terceiro polo das festividades mais visitadas do Agreste Pernambucano. Em Serra Negra de Bezerros contem uma programação variada durante os dias de festa, do qual tem um frio as vezes abaixo de 15 graus, com muito forró, com artistas da região, uma comida tipica e a belíssima paisagem da Serra Negra como cenário natural para as festividades.




Bezerros está localizada á aproximadamente 114 km do Recife capital. É uma tipica cidade do Ageste pernambucano que possui muitos lugares belos pouco explorados, ainda para o turismo. Mas, que possuem grande potencial. Com suas ruas pavimentadas, muitos pontos comerciais, igrejas, e que fica em frente a BR 232, também chamada Via Luiz Gonzaga.


Bezerros é uma das ótimas alternativas para quem deseja investir no turismo, ou simplesmente morar num lugar tranquilo. Com suas casas com aspecto colonial e uma tradicional estrutura urbana tipica das cidades do interior Bezerros se potencializa na preservação das tradições tipicas do nordeste do Brasil.


Também durante os ano tem passeios no Parque Serra Negra, uma reserva florestal magnifica, que tem muitas pousadas, trilhas, vigílias o Centro de Artesanatos. Bezerros está em terceiro lugar como cidades para realizar vigílias no nordeste. Isso é decorrentes das lendas, e de possíveis avistamentos na Serra Negra e cidades próximas. A Serra Negra é uma área de grandes mistérios, que moradores afirmam ser um lugar de grandes mistérios e que coisas foram do comum são vistas por lá.

Bezerros também possui o terceiro foco se visitação do carnaval com os Papangus e por isso Bezerros também é chamada de a Capital dos Papangus do Agreste.




Em Bonito temos as belas cachoeiras, as trilas nas serras, as grutas, os rapes e uma belíssima natureza de transição entre a Zona da Mata Atlântica e o Agreste. Bonito está entre as principais cidades do estado de Pernambuco se tratando do turismo de aventura.




Com pousadas, chácaras, sítios, hotéis , pequenas casas e hospedarias Bonito é um dos lugares mais recomendados para os que desejam conhecer mais do estado e ver que o Agreste não é uma terra simplesmente composta por seca e improdutiva. Mas, que muito pelo contrario. O nordeste e especificamente a região Agreste é uma terra riquíssima culturalmente , em suas belezas naturais, em seus sotaques e culinária.  



Já em Gravatá que tem o titulo de Suíça Pernambucana, o clima agradável, os chalés, moveis rústicos, o chocolate quente, os vinhos, o Festival de Jazz, o forró e os passeios a cavalo são alguns dos muitos atrativos localizados na cidade. Também possui importantes polos do turismo religioso, decorrentes de uma história de fé magnifica. Também possui um centro de artesanato, do qual tem muitas obras de decoração de vários artistas da região Agreste.


Em Sairé temos o Festival das Laranjas. Este festival é uma das festividades extremamente importantes no calendário das festividades da cidade, juntamente com as festas juninas. Também possui importantes centros de ensino nos cuidados com o meios ambiente e de tratamento de lixo e de centros de formações de artesões.



Em Cumaru possui um rico turismo religioso e de belezas naturais. Lá tem trilhas realizadas por motos nas áreas rurais da cidade, o Cristo localizado no mirante da cidade, a feste de Santa Terezinha, o Cumaru Feste que é o Carnaval fora de época da cidade e lindas serras ao seu redor, que dão uma belíssima visão aos moradores e visitantes.

Panelas temos o Festival Nacional de Jericos conhecido popularmente como a corrida de Jericos de Panelas. Panelas possui uma linda paisagem das serras e de sua vegetação composta em uma grande parte por gravatas amarelos. No mirante temos uma bela imagem do Agreste Pernambucano, que de lá pode ver outras cidades do Agreste e admirar este lindo cenário dado por Deus. Também possui muitas bicas, as festividades anuais como há Missa do Vaqueiro e o São João.

Em São Bento do Una temos a tradicional Corrida das Galinhas e o Museu de História natural. É uma cidade com um clima frio e acolhedor que recepciona todos os anos muitos turistas de diferentes lugares do Brasil para suas festividades. E São Bento do Una é uma cidade extremamente importante, por causa de suas criações de galinhas e por isso do festival.

Em Garanhos conhecida popularmente como A Cidade das Flores o turismo religioso, suas pousadas, suas festividades,  os belos jardins e o relógio feitos com flores são as principais cenas carateristas da cidade além de um belíssimo por do Sol. É uma cidade muito acolhedora , romântica e que vale muito conhecer.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

CATÁSTROFES EM PERNAMBUCO POR CAUSA DAS FORTES CHUVAS

O estado de Pernambuco no dia 28/ 05/ 2017 sofreu grandes perdas em muitas de suas cidades da zona da mata sul, Agreste e região metropolitana do Recife (R.M.R) decorrentes das fortes chuvas, que começaram pela madrugada de domingo. O alerta foi dado pela Agencia Pernambucana de Águas e Climas ( APAC ) que no dia anterior, ou seja no sábado, emitiu um alerta para que as cidades que são cortadas por rios , alertem seus moradores ribeirinhos, para que saíssem o mais rápido possível de suas residencias e levassem consigo seus familiares , animais e oque mais pudessem.  

Muitos caminhões com moveis, moradores indo ficar em casas de parentes, animais sendo relocados e pessoas subindo para lugares mais altos, se tornaram o reflexo do dia 28/ 05 /2017 e dos dias seguintes. 

Muitos dos moradores que tem residencias nas partes baixas das cidades, e nas proximidades com rios lagos e açudes, infelizmente não receberam o alerta atempo. Muitas cidades foram prejudicadas com percas humanas e materiais. Algumas represas do estado não suportaram o volume das águas e transbordaram. Os rios ultrapassaram os limites de suas margens e contenções.  Muitos moradores ficaram ilhados, outros infelizmente perderam suas vidas e muitas casas foram destruídas. 
Muitas cidades desapareceram cobertas por um grande rio de lama, entulhos trazidos de outras cidades e a eletricidade e o fornecimento de água potável foram cortado nos lugares afetados. Nos estados de Pernambuco e Alagoas, nas áreas de proximidades dos rios e com ruas mais baixas sentiram a fúria das águas. Depois de mais de 24 horas de chuva com chuva intensa e de um período de seca localizada na região Agreste e sertão. Algumas cidades ficaram isoladas. Devido o fato que pontes foram derrubadas pelas fortes correntezas e pistas ficaram em baixo das águas. Barreiras deslizarem obstruindo pistas e  grandes crateras foram abertas, por causadas do deslizamento e afundamento do solo. 

A barragem de Pirapama ficou com 83,15% mais cheia,a barragem de Duas Unas em Jaboatão chegou há 47 % mais elevada. Já a barragem de Jucazinho em Surubim ficou vazia. 

Cerca de 27 cidades se forem incluídas da região metropolitana do Recife tiveram grandes perdas. Algumas cidades já tinham sofrido em anos anteriores com as enchentes. Mas, infelizmente as catástrofes repetiram-se no estado. No ano de 2005 por exemplo, á cidade de Moreno que fica na região metropolitana sul ficou com metade da cidade em baixo das águas. Do lado esquerdo da cidade  seguindo para Vitória de Santo Antão, as ruas foram transformadas num grande rio de lama.  

Cidades como Amaraji, Afogados da Ingazeira, Água Preta , Barra de Guabiraba, Barreiros, Bezerros , Belém de Maria, Caruaru, Catende, Cortês , Cupira , Escada, Gameleira, Gravatá , Ipojuca , Jaboatão dos Guararapes , Joaquim Nabuco, Lagoa dos Carros, Lagoa dos Gatos, Panelas, Palmares, Ribeirão , Rio Formoso, Recife, São Benedito do Sul, Sirinhaém,  Xexéu Foram prejudicadas de alguma maneira pelas fortes chuvas que causaram desabamentos, mortes por quedas de barreiras ou afogamentos e perdas de patrimônios. 

Em Caruaru teve mortes causadas pelas fortes correntezas. A barragem fornecedora de água da cidade ficou cheia. E na manha da terça feira dia 30 de maio, foi encontrado o corpo de um homem que tinha sido arrastado pelas águas e foram 217 milímetros de água num único dia segunda a APAC . Já na capital Recife, no bairro de Dois Unidos, uma barreira caiu e matou duas pessoas da mesma família, que residiam na mesma casa. 

Em Gameleira as águas ficaram a cima de um metro, pois o rio transbordou e muitos moradores ficaram ilhados. Muitas casas ficaram cheias de lama, e algumas barreiras deslizaram. Muitos moradores perderam tudo e isso se repetiu em 2017 , pois já tinha acontecido anteriormente em 2010. 

Em Sirinhaém o fornecimento de eletricidade foi cortado e o de água. No bairro Porto da Madeira que está localizado em Gameleira no dia seguinte, os moradores retornaram para suas casas, para pegarem oque podiam e teve 36 barreiras caídas.  

Em Rio Formoso, que tem esse nome por causa do rio com o mesmo nome, os residentes na cidade ficaram reclusos. Por causa do rio que transbordou. A população se união, para trabalhar de maneira voluntária e forneceram comida aos moradores prejudicados pela enchente. As escolas foram utilizadas como um lugar da amparo e abrigo. Comida, água, materiais de higiene, de limpeza e roupas foram fornecidas ao moradores. O hospital da cidade ficou alagado e com muita lama e 10 mil pessoas foram prejudicadas na enchente. O exercito foi para a cidade montar um hospital de campanha, para ajudar a população que ficou num terreno as margens da via PE 60 . 

Em Palmares a população ficou desesperadas sem alimentos e mesmo dias depois, a cidade continuo alagada. E em Lagoa dos Gatos a cidade ficou isolada por causa da queda de uma ponte. 

Em Água Preta muitos moradores ficaram ilhados e se abrigaram na escola Padre Francisco. Em Catende as águas chegam em uma altura elevadíssima. Muitas residencias possuem primeiro andar. Mas, mesmo assim as águas chegaram a essa aos andares superiores das casas e a cidade ficou destruída pelas águas e foi decretado estado de EMERGÊNCIA.  

Em Barra de Guabiraba as casas cheias de lama e duas casas desabaram. Em Belém de Maria a cidade ficou coberta pelas águas.  

Em Jaboatão dos Guararapes foi a cidade da região metropolitana sul que receberam mais chuvas. Muitas escolas não tiveram aulas  casas caíram no Bairro de Cavaleiro , barreiras caíram e obstruiriam pistas e ruas ficaram alagadas e moradores ilhados. Em Jardim São Paulo no Recife o canal transbordou e muitos moradores ficaram ilhados e os transito nas estradas ficou parado.  Em São Benedito do Sul as águas chegaram á 2 metros de altura. Foram aproximadamente até o momento de 40 mil pessoas prejudicadas, 35 mil desabrigadas e 4 mortos . 

Os nordestinos são conhecidos no Brasil por serem muito patrióticos, solidários e unidos. Nós iremos superar mais esta adversidade com solidariedade , caridade, união, fé em Deus e em nossos conterrâneos.  Muitos postos de coletas de alimentos, roupas e etc, foram montados pelas igrejas, exercito, bombeiros e cidadãos que unidos mostram que os nordestinos são e estão mais unidos do que nunca.  
 Nós do Ver Pernambuco + agradecemos há cada cidadão, que doou seu tempo para ajudar aos necessitados neste momento de grande caos que muitos estão passando no estado.  

Nossos amigos Adalberto Silva e Adalto Silva da cidade de Bezerros, gentilmente nos permitiram mostrar seus vídeos em mais está matéria, para que nossos leitores vejam como ficou a cidade de Bezerros no dia 28/05/2017 e a equipe do blog Ver Pernambuco + colocara novas informações para lhes manter informados.  

terça-feira, 16 de maio de 2017

UMA HUMILDE HOMENAGEM DO VER PERNAMBUCO + AO DIA DAS MÃES E AO CENTENÁRIO DE FÁTIMA

Foto tirada por Francisco Monteiro no Morro da Conceição no Recife Pernambuco Brasil
Um dos pontos turísticos da cidade do Recife que tem grande importante, não é por causa de praias ao seu redor, não é por causa de eventos com bandas , não é por causa simplesmente de seu valor histórico, mas sim, por causa da fé do povo do Recife e de todo o estado de Pernambuco. O Morro da Conceição no Recife concentra todos os anos milhares de pessoas, de diferentes lugares do estado e da região nordeste. Muitos ônibus chegam todos os anos, com pessoas vindas de região metropolitana do Recife e do interior.

As para as celebrações começam antes do dia oficial do evento. E muitos vem para o morro pagar suas promessas e confraternizar de suas esperanças e fé com os seus irmãos. Neste més de Maio foi comemorado em todo o mundo o aparecimento de Nossa Senhora de Fátima, para as crianças em Portugal. E o Brasil que é um país de maioria cristã e católica, não seria diferente. Na  capital Recife e em muitas cidades do estado os católicos comemoram, juntamente com o a semana que se comemora o dia das mães, as duas datas . E muitos sobem o morro da Conceição para  homenagear suas mães e as revelações em Fátima.
Foto tirada por Francisco Monteiro no Morro da Conceição no Recife Pernambuco Brasil
Muitos vem fazer suas peregrinações pedindo graças, por seus entes queridos, por eles mesmos e desejando um ano novo renovador das forças e da fé.

Toda a equipe do Ver Pernambuco + parabeniza as mães de todo o mundo, todos os católicos e cristãos em geral por estas datas e feliz dia das mães e celebrações em homenagem a aparição em Fátima.

quinta-feira, 23 de março de 2017

DICAS DE COMO ESCOLHER UMA MORADIA E COMO SE DESLOCAR NA REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE


Foto tirada por Francisco Monteiro no Bairro da Boa Vista na capital  Recife Pernambuco Brasil 

Muito obrigado aos nosso leitores, que acompanham o nosso humilde blog. O Ver Pernambuco + blog hoje é visitado em mais de 60 países. E graças a Deus, e a vocês nossos leitores, chegamos em vários lugares ao redor do mundo.

E como acreditamos que muitos dos leitores sejam brasileiros, morando fora do país, estrangeiros que gostam do Brasil e acompanham as nossas matérias e noticias por meio da internet , por meio de amigos e familiares que residem no Brasil. Nós decidimos fazer algumas matérias, para ajudar vocês a diminuírem um pouco as saudades de nosso amado país e estado.

E creditamos que muitos já pensaram, em morar aqui no estado. Ou já são brasileiros residentes fora do país, ou estrangeiros que conhecem pessoas que moram aqui. Devido essa junção de fatores..... decidimos a partir de hoje, dar dicas de como se deslocar pela região metropolitana do Recife e como escolher uma residencia. Essas dicas foram retiradas de pesquisas pessoais, pesquisas de campo realizadas pela equipe do Ver Pernambuco +  durante muitos anos e experiencias pessoais vividas por nossos integrantes, amigos e por muitas fontes em jornais, blogs e sites relacionados.

A região metropolitana do Recife é composta de 14 municípios. Distribuídos nas áreas do litoral e parte da zona da mata Pernambucana. E estas áreas, onde estão localizados os municípios são: Região metropolita norte, região metropolitana sul  e centro da região metropolitana.

Os municípios  são distribuídos em áreas com industrias, áreas rurais, litoral, zona de mata atlântica, zonas comerciais e muito urbanizadas, periféricas ou comunidades, vilas, altos ou morros, residenciais, pequenas comunidades, sítios e engenhos. E mesmo algumas cidades estando na região metropolitana, guardam alguns aspectos típicos do interior como por exemplo : Cavalgar em cavalos, andar de charretes, plantações e roçados, muitos trechos das cidades arborizados, rios, lagos, cachoeiras e passeios religiosos. E nas cidades com extrema urbanização e expansão territorial, a vida urbana não é tão voltada para as características campestres. Com exceção, de alguns bairros logicamente. Sendo assim, dependera logicamente  do modo de vida e perfil de personalidade de cada um julgar oque acredita ser melhor para si. Mediante sua tolerância e adaptação com o perfil de cada lugar. Os aspectos culturais, clima, trabalho, saúde e mais alguns temas são importantes. Antes e na hora de se efetuar uma compra de um imóvel.

E para facilitar nesta escolha e nos critérios de avaliação. Nós escolhemos alguns tópicos. Que talvez possam lhes ajudar, ou lhes guiar na hora de efetuar uma compra. Lembrado-se que, dependera unicamente de cada um! julgar oque é melhor para se mesmos. E nós só estamos sugerindo alguns aspectos, para serem avaliados na hora de fazer sua escolhas.

1. Distancia da cidade que pretende residir com                            relação ao Recife centro
 Muitas das das cidades da região metropolitana, possuem suas próprias características. E nem sempre, alguns produtos e serviços são facilmente encontrados nos respectivos bairros, das outras cidades. Por este motivo, muitos moradores de cidades com proximidades com o Recife, em vez de fazerem suas respectivas compras nos bairros que residem ou nas cidades próximas, preferem ir para o centro do Recife. Por motivos óbvios e ter mais alternativas, e variedades nos serviços e preços. E por possuir mais alternativas, de lojas, pontos comerciais variados, shoppings, transportes e opções de lazer.

Em bairros pequenos e com poucos pontos comerciais, alguns comerciantes julgam-se no direito de monopólio de preços de seus produtos e serviços. Isso faz com que os produtos sejam vendidos, por um preço superior ao de mercado. Isso direta e indiretamente, obriga aos consumidores residentes em bairros com esse aspecto infelizmente a aceitarem os preços impostos pelos comerciantes e preços infelizmente elevados. Mas, muitos não aceitam essa situação!. E preferem , se locomover para outros bairros, para só assim, comprar oque precisam. De vez de comprar no próprio bairro. Bairros que geralmente só existe um ponto comercial, para cada tipo de serviço e produtos, fazem constantemente isso. Mas, salientando: Nem todos os comerciantes concordam com essa forma de agir !.

Por exemplo um bairro que tem apenas uma padaria, uma farmácia, um super mercado, um salão de beleza, um bar e não tem feiras no bairro ou nas proximidades. Os comerciantes se aproveitam dessa realidade, de falta de concorrência e livre mercado, para colocar os preços elevados. Isso acontece muito em pequenos bairros, vilas e comunidades rurais.

2 . Distancia das cidades próximas da cidade que       pretende morar e como é a infraestrutura delas. 

Algo extremamente importante é saber e realmente conhecer como são as cidades nas próximas da que pretende morar. Este tipo de conhecimento, é importante. Dependendo de como ira se deslocar por sua cidade, em alguma eventualidade poderá trafegar nas outras cidades, tendo melhor conhecimento das rotas. E é  relevante dizer:  Que é bom conhecer as rotas por onde passam os ônibus, suas paradas em cada  cidade. Quais empresas de ônibus prestam serviços nelas,  cada pista e onde os levara, referenciais e localizações mais praticas e seguras, vários meios de retornar e rotas alternativas para retornar para casa. Também, para se avaliar como funciona o sistema de transporte, quais meios são mais viáveis na locomoção se tratando do valor das passagens , conforto, praticidade e quais são os meios mais usados e mais viáveis como por exemplo: Carros particulares, táxis, ônibus, metrô, trem, moto táxis, micro ônibus etc.

3. Como é o clima em cada cidade e como isso         influencia direta e indiretamente na economia,         transporte, moradia e atividades escolares.

Uma das melhores sugestões, antes de comprar um imóvel é: Verifique as condições da infraestrutura do imove e qual o real estado que ele se encontra no inverno. Esta sugestão é extremamente importante, na hora de escolher uma residencia para morar. Ou alugar. Fatores externos ao imóvel podem interferir direta ou indiretamente no valor da residencia e na sua qualidade de vida. E poderá lhe dar muita dor de cabeça! e arrependimento, depois que a compra for efetuada. Por mais estranho que possa parecer para muitos. Mas, o inverno é a melhor estação do ano, para escolher uma casa, ou outro tipo de moradia. Muitos dos problemas estruturais das residencias, como por exemplo : Goteiras, infiltrações, umidade e até trechos da rua, do bairro ou da cidade que alagam durante esta estação do ano.

Todos estes fatores climáticos interferem diretamente nos critérios de avaliação do real valor de mercado para o imóvel. E se os problemas não foram realmente graves, ou de perigo para a saúde e vida dos moradores, pode ser reavaliado o preço e renegociado por um valor um pouco inferior. Logicamente se o proprietário ou locatário assim desejar fazer. Vejam também, como a estação das chuvas interfere diretamente muio ou pouco no transito. Isso ira interferir de alguma maneira no seu deslocamento para o trabalho, buscar as crianças na escola ou nos passeios com seus amigos ou familiares. E se por ventura desejar abrir um ponto comercial, veja como as chuvas interferem no comercio e nas atividades escolares.

Todos estes fatores devem ser avaliados com muita cautela. Em alguns bairros da região metropolitana sul, como por exemplo o bairro de Cavaleiro em Jaboatão dos Guararapes, alguns bairros de Camaragibe região metropolitana norte e São Lourenço da Mata o transito fica mais lento. O comercio diminui um pouco e a circulação da clientela por causa de alguns trechos alagados, nas partes próximas dos rios e nas partes mais baixas das cidades.

4. Relação com vizinhos e os principais problemas               relatados sobre convivência  

Sugerimos que verifiquem os históricos das cidades próximas da que pretendem morar, verifiquem o histórico da cidade que pretendem morar, da rua, do trecho da rua, dos moradores, um pouco do histórico  dos proprietários antes da casa ser comprada e do próprio imóvel. Tudo isso, pode parecer Bobagem. Ou paranoia. Mas, estas dicas nos foi dada por diferentes pessoas, como o nosso amigo Leonardo M residente na região metropolitana sul ( R.M.R.S ).

Leonardo M quando optou, por morar numa casa com sua esposa e filha. Não avaliou estes pormenores. E se decepcionou muito depois.

Depois de uns meses morando em sua antiga residencia. As complicações com a localização da casa do qual residia e as dificuldades de convivência com seus vizinhos, se transformaram em algo insustentável. E as adversidades eram muito grandes. Frequentes perturbações causadas nos fins de semana e dias de folga, eram os principais desconfortos causados pelos vizinhos. Mas, quando foi morar na casa, acreditando ele que por mora numa casa grande, e esta perto dos familiares de sua esposa, teria um pouco de paz.

Muitos ingenuamento aqui costumam dizer o seguinte : Se eu estiver dentro de minha casa, pouco me importa com oque acontecer do lado de fora. Pois nada tira minha paz. Muitos arrependeram-se amargamente depois. E pagaram com a saúde. Tiveram posteriormente uma baixa na qualidade de vida, por pensarem de maneira despreocupada e relaxada, dando pouca relevância na avaliação de aspectos culturais e na relação com fatores comportamentais, de seus próximos.

Depois quando os fatores externos, interferiram diretamente na qualidade de vida, lhes tirando o sono, a paz e muitas vezes até o desejo de continuar morando no mesmo bairro. Muitos optaram por mudar, para lugares mais tranquilos e de preferencia com vizinhos morando longe de suas residencias.

Algumas pessoas estão tão habituadas a ouvirem o mesmo ritmo musical, em alto volume, em suas residencias. Que não sendo o suficiente. Levam seus aparelhos celulares com as mesmas músicas, para qualquer lugar. E colocam em alto volume. Isso traz um certo desconforto, principalmente em lugares públicos. Existem praças, parques e outros lugares que os moradores de diferentes cidades de região metropolitana frequentam, com o intuito de sair um pouco da rotina do dia adia e ter um pouco de paz .

Muitos vão para os parques levar as crianças para brincar,  passear com o cachorro, praticar esportes , ler um bom livro, conversar com os amigos, jogar dama ou xadrez e respirar um pouco de ar puro. E a ultima coisa que as pessoas no local estão desejando, é  ter uma pessoa lhes tirando a tranquilidade e a paz do momento.

 As músicas em alto volume tornam-se algo inapropriado e indesejado para aqueles que vão para lugares tranquilos. Ter um pouco de paz , silencio e tranquilidade nos momentos de lazer é para muitos uma questão de saúde publica. E o barulho pode se tornar algo como um instrumento de pratica de tortura psicológica. Levando muitos a terem problemas sérios de saúde . Barulhos constantes podem causar alguns problemas de saúde, como por exemplo: Perca de sono, perca de de apetite, irritabilidade frequente, perca de parte da audição, dores de cabeça e até problemas cardíacos. Infelizmente em muitos lugares esse mal abito, tornou-se algo socialmente aceitável. E pouco reprimido moralmente falando da parte de uma  parcela, que não se importando com o desconforto, que os mesmos causam as outras pessoas.

Vizinhos inconvenientes, desrespeitosos, deselegantes e pouco amistosos estão entre as principais queixas relatadas por  nosso amigos, e conhecidos.  Em muitos lugares da região metropolitana está é uma das grandes causadoras de inimizades e conflitos. Mas, vale muito apena lhes informar, que não é em toda região metropolitana, que isso acontece. Mas, infelizmente em alguns bairros da região metropolitana, isso não é uma raridade infelizmente. E infelizmente ainda hoje, se tem problemas entre vizinhos por causa do desrespeito com relação a privacidade dos demais. Em alguns bairros que os vizinhos moram a muitos anos e se conhecem, se tem um certo respeito. E evita-se criar problemas. E muitas vezes os causadores são pessoas novatas.

Em alguns bairros até mesmo numa simples festa de aniversário, os moradores tentam  incomodo o minimo possível. Para evitar desconforto, com os outros residentes do bairro. Por exemplo : No bairro do Curado 1 no distrito do Curado, que fica na divisa de Recife com Jaboatão dos Guararapes, os moradores geralmente respeitam, e preservam o silencio dos demais.  Quando de repente, em alguma rua, algum morador está trazendo um grande incomodo, e passando dos limites de tolerância para os mais antigos. Já sabem. Que se trata muito provavelmente de algum morador novato no bairro. A politica desses pequenos bairros, que é composto em sua maioria por evangélicos, católicos e outras denominações religiosas é de preservar a tranquilidade dos demais. lembrando, que existem algumas exceções.

5.      Transtornos referentes ao transporte e                          proximidades das residencias 

Alguns relatos contados por um dos nossos amigos chamado de Leonardo M que residia em Camaragibe, nos mostra as dificuldades de se morar distantes dos meios de transporte e de ter casas muito próximas umas das outras. As dificuldades se tratando do trajeto e deslocamento para o trabalho, tornaram-se um desgaste quase, que constante. Isso fazia com que Leonardo M sentisse que sua qualidade de vida estava sendo prejudicada. Desgastado pelas longas caminhada diárias nas idas para o trabalho, e o retorno para sua casa e as perturbações causadas pela ausência de tranquilidade e silencio nos dias de folga de seu trabalho, provocadas pelo volume elevado dos aparelhos de som de seus vizinhos. O pressionou de uma certa maneira, que o fazia arrepende-se, de morar no antigo bairro. E mais especificamente na sua antiga moradia.

Os problemas não estavam limitados ao desconforto, causado pelos vizinhos. Mas, também, especificamente com a localização de onde a antiga casa que Leonardo M  residia.  Com sua antiga residencia estando localizada num bairro distante e com muitas ladeiras, distantes da rodoviária e da estação de metrô de sua antiga cidade Camaragibe, e o mesmo trabalhava em Jaboatão dos Guararapes. A distancia do trabalho e poucos transportes, que circulavam em direção ao trabalho, os vizinhos inconvenientes e barulhentos, com aparelhos de som constantemente ligados desde logo cedo da manha até a noite em alto volume, no inverno o deslocamento até a sua antiga residencia tornava-se um grande sacrifício, os ônibus e de mais meios de transporte, trafegavam em ruas mais distantes e na avenida principal que era distante de sua residencia, transformarem-se depois de um tempo em algo muito desgastantes. Com todos esses complicadores, e as faltas de alternativas realmente viáveis para sua permanência no mesmo lugar,  influenciou em sua decisão de mudança para outra residencia.


     6. Problemas de convivência com outros                  inquilinos, com o locatário e estruturais 

Outros problemas se tratando das proximidades das residencias, é o perigo de incêndios, e os assédios constantes e perseguições por motivos políticos, ideológicos e até inveja. Estes relatos nos foram passados por um dos integrantes do blog Ver Pernambuco +  e um ex morador e amigo nosso. Que residia em Jaboatão dos Guararapes.

Quando mudou-se para uma pequena casa em Jaboatão dos Guararapes, Ivan Pessoa desconhecia o comportamento de alguns dos locatários, das residencias que morou. Infelizmente, esta é a realidade vivenciada por muitos. E varias pessoas nos  compartilharam seus relatos, de suas experiencias desagradáveis.  Barulhos logo cedo pela manha durante a semana e nos fins de semana, causados pelo proprietário, pessoas bêbadas sentadas com bebidas e com vocabulários vulgares nas entradas das residencias, problemas causados pelos proprietários por causa da demora na entregar das contas, assédios sofridos pelas esposas e filhas dos inquilinos por parte do locatário e outros inquilinos, problemas estruturais como infiltrações e goteiras no inverno, são algumas das  muitas complicações sofridas por quem aluga um  imóvel.

Alguns locatários de casas, quitinetes, pequenos apartamentos e cortiços, não enxergam os inquilinos como seres humanos. Mas sim, como meros meios de ter dinheiro no final de cada més. E infelizmente, um de nossos amigos sentiu isso na pele. E vivenciou fases muito ruins, quando residia em Jaboatão dos Guararapes que está a 14 quilômetros do Recife na Região metropolitana sul do Recife.

O relato de nosso amigo começa nos contando alguns problemas muito sérios. Que muitos não compartilham. E por muitas vezes, isso acaba por cair no esquecimento e desconhecimento. E novas vitimas são enganadas.

Os problemas se tratando de morar em residencias pequenas e desconfortais, transformasse em algo muito superficial. Se avaliarmos todo o contesto prejudicial, causados pelos que deveriam ter mais responsabilidades e comprometimento com suas moradias. As limitações da qualidade de vida, causadas por alguns proprietários de pequenos imoveis, é algo que muitas vezes supera, os limites de paciência e tolerância. E vai muito além, do desconforto de pagar todos os meses por uma moradia de má qualidade. E como alguns locatários infelizmente tratam seus inquilinos, como meros meios de manter seus sustentos e pagar suas contas. Poucos se importam, se de alguma maneira o inquilino está sendo prejudicado.

Quando se pensa em morar em uma casa , apartamento ou mesmo quitinete de aluguel , geralmente busca-se ter um pouco de paz e harmonia. Muitos dos que alugam apartamentos são estudantes, homens e mulheres solteiros, casais as vezes com filhos e com pessoas idosas. Mas, o ato que a principio lhes parecia ser bom, torna-se dependendo de quem for o locatário logicamente, um grande exercício de paciência.

Em um pequeno cortiço no bairro de Cavaleiro. Perto do lugar chamado de Baixa da Colina. Um dos nossos amigos do blog Ver Pernambuco +  passou por péssimos momentos. Morando das proximidades com uma estação de metrô, com o terminal de ônibus do bairro, com farmácias e outros pontos comerciais, alguns pensariam que ele não teria problemas sérios. Mas, tudo isso não significava, que a localização lhe trazia paz.

O antigo prioritário do cortiço era um homem muito problemático. Alguns ex moradores saíram de suas residencias, com no minimo queixas, referentes ao descaso do locatário dos imoveis. E até mesmo por causa de assédios e insultos, sofridos por eles.

O locatário constantemente irritava seus inquilinos. E queria que se submetessem e tolerassem suas atitudes desagradáveis, inconvenientes e arrogantes. Uma certa vez nosso amigo recebeu uma ligação a noite. Um colega de trabalho lhe pediu ajuda para levar os moveis para uma nova residencia que ia morar. Ele comprometeu-se em ajudar e prontamente levantou-se de sua cama. Viu que horas eram arrumou-se e saiu do pequeno comodo que residia. Então ele ouviu depois de trancar a porta o ex dono dos imoveis falar : Esse cara está saindo essa hora por quê ? A onde esse cara vai ?.  

Nosso amigo não deu muita importância, para oque ouviu. E saiu despreocupado para ajudar o colega de trabalho.

Aproximadamente uma hora depois ele retorna mudança. E quando estava em frente ao  único portão, que servia de entrada para todos os inquilinos e o proprietário...... descobriu que encontrava-se trancado. Este portão não costumava ser trancado. Era constantemente aberto por seus moradores independente da hora do dia ou da noite. Então nosso amigo se recordou, que ouviu aproximadamente uma hora antes, o proprietário fazendo comentários sobre a saída dele. Passou alguns minutos na rua se perguntando oque iria fazer ? Então tentou abrir o portão mesmo com dificuldade. E descobriu que foi colocada uma amarração improvisada. Que segurava o ferrolho. E nosso amigo tirou sua chave e conseguiu utiliza-se dela como uma ferramenta de corte. E então conseguiu entrar.  No dia seguinte quando nosso amigo estava saindo para o trabalho pela manha. O proprietário do cortiço o viu. E ficou com uma feição de surpreso, e que não estava acreditando que nosso amigo tinha conseguido entrar.

Não só foi este caso que aconteceu com  um dos ex morador do cortiço. Um casal que foi morar lá  no segundo dia tiveram problemas, com relação ao proprietário. Ele os recepcionou muito bem. Salientando que esta estrategia de abordagem de tratar bem os inquilinos, é algo muito utilizado por alguns locatários para ludibriar os novos moradores. O homem estava entrando em um processo de separação de sua ex esposa. E também estava se mudando de sua antiga residencia. Então procurou um lugar para se mudar, e levar seus moveis e sua nova esposa antes de receber uma indenização por uma residencia que que possuía e seria derrubada. Para a construção de uma estrada.

Estando no cortiço a dois dias. A atual esposa tinha lavado as roupas de casal, e o uniforme da empresa do qual o marido trabalhava. E precisava de um varal, para secar as roupas. Ela conversou com a esposa do dono do cortiço que explicou a mulher que se utilizava do varal que se encontrava na frente das casas. Mas, que ela poderia utiliza-se,  de um que estava mais a fundo, no corredor. Até ai tudo terminaria bem. Mas, quando a senhora colocou as roupas, o varal partiu e todas as roupas ficam sujas. Ela pacificamente foi conversar com o dono do cortiço sobre isso. E pedir a ele que gentilmente á ajuda-se, com um novo varal. Ele olhou para ela e falou: Se você está achando ruim pode se mudar !!!!! eu lhes devolvo o dinheiro do aluguel !!!!! A senhora ficou assutada e sem entender porque estava sendo tratada daquela maneira e aguardou até a noite seu esposo chegar para conversar com ele, e contar oque aconteceu.

No terceiro dia nosso amigo do blog abriu a porta logo cedo pela manha. Viu o  casal e lhes desejou bom dia. E a senhora falou com uma feição de tristeza : Estamos nos mudando hoje. E começou a relatar o ocorrido no dia anterior. Poucas horas depois chegou o caminhão de mudança, e nosso amigo ajudou o casal a colocar os moveis e se despediu. Meses depois, nosso amigo  mudou-se do cortiço para outra residencia.





sexta-feira, 17 de março de 2017

RECIFE POUCO CONHECIDO : FORTE DO PICÃO

Foto tirada por Francisco Monteiro do Forte São Francisco da Barra ou Forte do Picão no Recife Pernambuco Brasil


Quando caminhamos no Recife Antigo, e em especial na praça Barão do Rio Branco, vemos mais afundo indo sentido norte para a cidade de Olinda,  um forte do qual Pouco de sua história é conhecida e contada. Este forte farou como também é chamado, sofreu muitas modificações com o decorrer do tempo e as revoluções e batalhas travadas no estado de Pernambuco. Localizado mais ao norte, numa área da calçada natural de recife do qual deu o nome da cidade do Recife está o Forte do Picão.

O forte do Picão é um antigo monumento, que mostra em sua estrutura as  mudanças desde antes da chegada dos holandeses e depois quando foram expulsos do estado. Para chegar nele o caminho é muito complicado. Com pedras escorregadias e pontudas, a água do mar batendo nas rebentações e molhando quem passa por esse trajeto, uma longa caminhada as vezes em baixo do sol forte, o risco de se machucar ou cair em algum buraco e ficar preso longe de socorro são algumas das muitas possibilidades de acontecer com quem se arrisca, e para quem desconhece do caminho até lá.

Os pescadores , moradores locais e barqueiros que são maiores conhecedores da área. São geralmente elas as pessoas mais preparadas e conhecedoras dos riscos de se chegar até o forte. Por todos estes riscos, nós do Ver Pernambuco + preferimos não recomendar, que os visitantes façam essa travessia.
Foto tirada por Francisco Monteiro do Forte São Francisco da Barra ou Forte do Picão no Recife Pernambuco Brasil

O forte está localizado numa divisa, entre o rio Capibaribe e o oceano Atlântico, sentido norte do lado direito do Marco Zero do Recife. De uma longa distancia pode ser observado. Mesmo quem está na praia de Boa Viagem que está mais ao sul e de Olinda, que está mais ao norte. Ele não está neste ponto estratégico atoa. Foi colocado lá justamente como um meio de proteção contra piratas e possíveis invasores, que tivessem a pretensão de saquear as vilas, que depois se tornaram as cidades de Olinda  e a pequena vila de pescadores do Recife que se tornaria posteriormente nossa capital. 
Foto tirada por Francisco Monteiro do Forte São Francisco no Alto da Sé em Olinda tendo ao fundo a capital Recife no estado de Pernambuco Brasil 

O porto do Recife era um dos mais importantes da América do Sul. E o estado de Pernambuco, era o principal produtor de açúcar e seus derivados. Por causa de seus mais de 132 canaviais no litoral e zona da mata. Com isso, era extremamente importante que seu porto fosse protegido contra saqueadores e invasores. No final do século 16 e inicio do 17 buscava se proteger as embarcações e as entradas marítimas portuárias. Com isso, se teve o inicio da construção dos fortes  e do forte chamado de São Francisco da Barra. Hoje chamado popularmente de Forte do Picão.  
Foto tirada por Francisco Monteiro do porto do Recife Pernambuco Brasil 

O Forte São Francisco da Barra também é chamado por outros nomes. Devido as mudanças no aspecto histórico. Ele já foi chamado de Forte Castelo do Mar ou só Castelo do Mar, Forte São Francisco da Barra, Forte laje , Forte da Barra e hoje é chamado de Forte do Picão. Sua construção com fins militares, teve em sua arquitetura utilizado como base solida as rochas do arrecife. Que também era utilizadas nas construções de igrejas e algumas moradias dos moradores das cidades do Recife e Olinda. 

Hoje nesse trajeto do lado esquerdo, encontrasse mais ao sul o Parque de Esculturas de Francisco Brennand e quem desejar pode fazer essa caminhada de mais de 4 quilômetros  até as praias do Pina e Boa viagem. 

Os holandeses em 1630 empreenderam uma invasão ao estado de Pernambuco. Com o desejo de ter o conhecimento sobre a produção e o fabrico de açúcar do estado. E  em busca das riquezas e se apossaram do Forte São Francisco da Barra e começaram á denominá-lo como Forte Castelo do Mar ou só Castelo do Mar. Com isso, não só o nome. Mas, também parte da sua estrutura foi modificada, para atender as vontades dos novos possuidores do forte.  Os fortes localizados em terra e no arrecife atacavam as embarcações, que vinham pelo mar e as embarcações que adentravam pelo rio Capibaribe. E sofriam uma ofensiva tanto da direita como da esquerda com ataques de canhões. 

Tanto do norte pelo Forte do Mar, como do Forte Castelo da Terra assim chamado o Forte de São Jorge. E não só os fortes eram muito perigosos. Mas, os próprios arrecifes desempenhavam a função de afundar os navios. E por este motivo, existem muitos navios naufragados até hoje no Recife. 





quarta-feira, 8 de março de 2017

O MAIOR E MELHOR CARNAVAL DO MUNDO PARTE 2 !

Foto tirada por Francisco Monteiro dos Papangus de Bezerros Pernambuco Brasil 

Nós do do blog Ver Pernambuco + fizemos uma longa viagem, pelo estado de Pernambuco. Percorremos longas distancias. Desde o Marco Zero do Recife. Até o semiárido do estado. Percorremos as cidades com alguns dos carnavais mais tradicionais. Para mostrar a vocês, um pouco do nosso carnaval.
Foto tirada por Francisco Monteiro no Marso Zero do Recife dos Caboclos de lanças de Condado 

Mesmo com limitações financeiras, faltas de incentivos, poucos recursos, nenhum apoio de empresas privadas ou publicas e muito sacrifício, conseguimos cumprir parte de nossa missão. Agradecemos muito aos moradores de cada cidade, por toda hospitalidade e generosidade para conosco. Alguns dos nosso amigos como por exemplo da cidade de Bezerros Adalberto silva e Adalto Silva, conhecido como Adalto Aventureiro, que nos recepcionaram muito bem, e com grande hospitalidade. E gradeço aos moradores e turistas das demais cidades, que foram muito simpáticos nos recebendo e nos passando informações.
Foto tirada por Francisco Monteiro do Galo da Madrugada no Recife Pernambuco Brasil 

Iniciamos como foi dito anteriormente no Recife. Mais exatamente no Marco Zero. Depois, caminhamos pelas ruas e praças do Recife antigo, observando os polos carnavalescos. Depois fomos para o berço do Frevo que é o bairro de São José e depois fizemos uma caminhada até a ponto Duarte Colho e vimos o maios representando do carnaval do Brasil o Galo da Madrugada.
Foto tirada por Francisco Monteiro em Olinda Pernambuco Brasil 

Depois saímos do Recife Antigo. E pegamos a estrada e seguimos para o segundo polo cultural do estado, a cidade de Olinda, que está a uns 7 quilômetros do Recife.  Em Olinda tivemos uma visão privilegiada do Alto da Sé, percorremos as tradicionais ladeiras, vimos os blocos troças e muitos homens, mulheres e crianças fantasiados.
Foto tirada por Francisco Monteiro dos Bonecos Gigantes no Recife Antigo Pernambuco Brasil

Seguimos depois viagem, para o distrito do Curado. Que está localizado na divisa de Recife, com Jaboatão dos Guararapes, ainda na região metropolitana do Recife. E lá vimos os pequenos blocos formados por amigos, familiares e demais moradores dos bairros que compõem o distrito. Os blocos no distrito do Curado são formados em uma parcela por bandas do próprios moradores e de outros bairros e cidades e um dos ritmos predominantes não são os tradicionais como Frevo, Maracatu, Ciranda e demais etc. Mas, sim de bandas de Brega. Por isso é de se estranhar que nessa região o frevo muitas vezes só seja tocado ( salientando que não é obrigatoriamente em todo o distrito do Curado ) em aparelhos de som e nas casas do moradores. E não por bandas locais, composta por aparelhos de sopro e percussão.
Foto tirada por Francisco Monteiro no distrito do Curado Pernambuco Brasil 
Continuando nossa viagem fomos para Vitória de Santo Antão na zona da mata de Pernambuco a uns 47 quilômetros do Recife. Lá encontramos muitas bandas de percussão e sopro tocando Frevo, blocos tradicionais como os da Bicharada. Que são pessoas fantasiadas de animais, e o Maria Bonita que os participantes caminham vestidos de Cangaceiro. Estes blocos se reúnem na praça da igreja matriz da cidade e levam os turistas e seus moradores a dançarem no ritmo do Frevo.

Foto tirada por Francisco Monteiro em Vitória de Santo Antão Pernambuco Brasil 

Seguindo viagem fomos para Bezerros, no agreste pernambucano. E chegando lá, vimos os tradicionais Papangus. Uma tradição com mais de 130 anos, de homens  mulheres e crianças fantasiados de personagens do mais diversos tipos, comendo o angu,( comida tradicional feita de milho também muito consumida durante o São João) .

 Fomos muito bem recepcionados pelos moradores de Bezerros, e pelos amigos e também moradores Adalberto e Adalto Silva, que fazem um ótimo trabalho de divulgação mostrando as belezas da cidade de Bezerros com vídeos sobre a cultura, belezas naturais, história e lendas do agreste pernambucano.
Foto tirada por Francisco Monteiro em Bezerros do carnaval dos Papangus no estado de Pernambuco Brasil

MUITO OBRIGADO ADALBERTO SILVA E ADALTO SILVA ( ADALTO AVENTUREIRO ) POR NOS RECEPCIONAR E PELA HOSPITALIDADE NA MARAVILHA CIDADE DE BEZERROS EM NOSSO AMADO AGRESTE PERNAMBUCANO .